15 de Outubro de 2014

Entrevista bem feita é sinônimo de retenção de colaboradores. Dicas para garantir este resultado.



Entrevistas eficazes são a alma de uma boa contratação! Elas exercem um papel fundamental na escolha e, principalmente, na retenção de talentos, pois de nada adianta realizar uma ótima entrevista se o profissional escolhido não permanecer no emprego.

Atualmente, existe uma oferta significativa de oportunidades, o que permite que as pessoas escolham seus empregos de acordo com suas preferências. Oferecer “algo a mais” na sua empresa é o que atrai bons profissionais, além de claro uma boa proposta de salário.

E esse “algo a mais” não é suficiente se o recrutador na entrevista não consegue conciliar a qualidade das perguntas com tudo aquilo que a empresa tem para oferecer. Por isso, é necessário que o recrutador “promova” a organização apresentando as vantagens de se trabalhar nela. É praticamente uma venda de um serviço, onde o recrutador seleciona o melhor “cliente” e apresenta a melhor proposta de trabalho.

Confira agora algumas dicas para realizar entrevistas bem sucedidas:

Tenha planejamento e organização

O ponto chave de uma entrevista bem feita é o planejamento. O recrutador deverá organizar a entrevista em etapas: definir qual a vaga será disponibilizada, o perfil do candidato ideal — as competências, conhecimentos, habilidades e atitudes —, onde e quando a entrevista será realizada, como será feita a seleção de currículos, entre outros aspectos.

Também é necessário definir antes quais serão as perguntas feitas ao candidato. Escolha-as com cautela, pois são elas que fazem o recrutador conhecer melhor seu candidato. Fuja de perguntas clichês às quais os candidatos estão treinados a responder. Ao fazer perguntas inusitadas o recrutador avalia a capacidade do candidato de lidar com situações de improvisos.

Estipule um tempo para a entrevista

Feito o planejamento, é fundamental disponibilizar um tempo adequado para realizar os encontros. Fazer entrevistas às pressas ou com pouco tempo estipulado compromete o resultado almejado, pois, além de o recrutador não conseguir obter todas as informações necessárias sobre os candidatos, eles acabam perdendo a credibilidade e a confiança na empresa.

Deixe o candidato à vontade

Durante a entrevista mantenha uma relação próxima com o candidato. Deixe-o à vontade para falar de suas dificuldades e defeitos. Uma boa relação de empatia faz com que o recrutador obtenha informações precisas sobre postura e conduta do candidato.

Após conhecer o entrevistado — seus conhecimentos, habilidades e atitudes —, fale um pouco da empresa. Conte, de forma breve, a história da empresa, seu principal mercado de atuação e fale dos produtos ou serviços que oferece. O candidato precisa estar ciente da cultura empresarial e demonstrar interesse pelo negócio.

Seja sincero e transparente

Todas as sugestões e dicas descritas anteriormente de nada valerão se o recrutador não for sincero e transparente quanto ao que a empresa pode oferecer.

Portanto, é fundamental que o recrutador apresente na entrevista o salário do cargo em questão, os benefícios, plano de carreira — se houver—, e projeções de crescimento. Além de aproximar o candidato da empresa, com uma conversa clara, os riscos de a pessoa desistir da vaga após ser chamada para o recrutamento serão menores.

Não iluda o candidato

De nada adianta fazer todo esse planejamento se, quando o candidato se tornar um colaborador, ele perceber que o que foi prometido na entrevista não condiz com a realidade. É fundamental que o recrutador ofereça realmente o que será previsto no trabalho. Não o iluda e deixe bem claro as condições ofertadas pela vaga desde o princípio.

E você, gestor, quais sãos suas estratégias para realizar entrevistas bem feitas e reter os melhores colaboradores? Compartilhe sua opinião com a gente e continue acompanhando nosso blog para novas dicas!

Escrito por Renato Tavares